Como é a sua presença no Facebook?

Seja em termos da presença nacional, ou local, o grande desafio da presença nas redes sociais para os restaurantes é  criar e manter relacionamentos de longa duração com os seus clientes. Mais do que “despejar” informação sobre os pratos do dia, ou promoções “especiais”, o restaurante deve conseguir promover um contacto dinâmico com os seus seguidores, partilhando conteúdo valioso, informação útil e experiências/histórias que atraiam a atenção dos mesmos.

Anteriormente, falámos em boas práticas que devem ser utilizadas pelos restaurantes no Facebook.

Hoje, deixamos aqui 5 exemplos de restaurantes que têm uma ótima presença online.

 

1. Bioco (https://www.facebook.com/bioco.olhao/)

Um restaurante “castiço” para se ir com os amigos. O Bioco é um bar/restaurante de tapas situado em Olhão. A sua presença no Facebook não deixa ninguém indiferente devido à forma peculiar usada para promover os pratos do dia. Com uma pitada de ironia e muito humor à mistura, o Bioco cria histórias que misturam a realidade atual com algumas peripécias do dia-a-dia, acabando sempre cada post com o prato do dia em questão e a frase “Mais amor por favor!”. Sem dúvida uma página agradável de seguir.

bioco

2. tascö (https://www.facebook.com/tasc%C3%B6-132698113548146)

Apesar de terem saltado para a ribalta através de uma analogia vista por muitos como uma “brincadeira de mau gosto”, o tascö comunica com os seus clientes de forma eficaz e bastante apelativa. Poderá soar um pouco arriscado para quem prefere terrenos seguros mas sem dúvida que é a criatividade que estes senhores depositam nos seus posts que marca a diferença. Posso mesmo falar por mim: os autores conquistaram-me pela sua forma de comunicar, levando-me a desejar visitar o espaço numa próxima oportunidade.

 

tasco

 

3. A Cevicheria (https://www.facebook.com/ACevicheriaChefKiko)

Pertencente ao famoso Chef Kiko, a página d’A Cevicheria é pautada pelas excelentes fotografias que ilustram o ambiente do espaço e os seus excelentes pratos. Atrevo-me até a dizer que se torna “perigoso” visitar esta página se estivermos com muita fome! Este é um ótimo exemplo de que com fotos simples mas bem tiradas é possível aguçar a curiosidade e o paladar de quem visita a página do restaurante, seja numa primeira visita ou mesmo para os fãs regulares da página.

cevicheria

 

4. Honorato Hamburgueres Artesanais (https://www.facebook.com/HonoratoHamburgueresArtesanais)

A página do Honorato, uma das mais famosas hamburguerias de Lisboa, é outro bom exemplo de uma comunicação simples e eficaz. Fotos bem tiradas, mesmo que sejam com um smartphone, ajudam a promover o restaurante e a angariar novos clientes. Mais uma prova que não é preciso um enorme investimento na página de Facebook de um restaurante para se atingir os objetivos desejados. É, sim, necessário saber investir e manter uma comunicação coerente, dinâmica e contínua com os clientes e seguidores da página.

honorato hamburgueres

 

5. Tappas Caffé (https://www.facebook.com/TappasCaffe)

Os senhores da famosa francesinha no forno são uns social media experts, sem dúvida alguma! Com o slogan “Uma casa de amigos para amigos”, o Tappas Café faz com que os seus clientes sejam as estrelas da sua página de Facebook. Para além de apelidarem carinhosamente os seus clientes de “Chiripitanos” (devido à poção que servem no final da refeição), este restaurante comunica de forma engraçada e valoriza os seus colaboradores. Um excelente exemplo de como uma comunicação simples faz toda a diferença.

tappas caffé

 

Conhece alguns destes restaurantes ou sabe de outros bons exemplos de como utilizar o Facebook? Partilhe connosco a sua opinião.

Quem é que se imagina, em pleno século XXI, sem tecnologia?

Ninguém, não é?

Esta tendência tem criado mudanças em todos os negócios, principalmente na restauração. Desde reservas online até pagamentos via aplicações móveis, a forma dos clientes interagirem com os restaurantes tem vindo a ser bastante “digital”. Se a utilização de tecnologia facilitar a vida ao cliente, ainda melhor.

Uma das novas tendências é, sem dúvida, a utilização de menus digitais para restaurantes. Estes menus são utilizados para melhorar a experiência dos clientes no restaurante, muitas vezes disponibilizando mais escolhas e mais informação que influencia a tomada de decisão.

Mas, quais são realmente os benefícios dos menus digitais?

 

  1. Mostrar melhor informação aos clientes

Uma das grandes vantagens do menu digital é a possibilidade de mostrar mais informação aos clientes. Desde imagens, ingredientes, alergénios até à história de um prato, a ementa digital permite alocar estes conteúdos de forma organizada e apelativa, algo que é “impensável” numa ementa tradicional impressa em papel.

Vivemos na era da informação. Por exemplo, a incerteza faz com que a venda de um vinho possa não ser concretizada. Os clientes querem saber mais. Se souberem mais, é provável que comprem mais.

 

  1. Eficaz organização e controlo do menu digital

Este é um daqueles pontos que é crucial para o sucesso de um restaurante.

Toda a componente gráfica e visual de um menu digital para restaurantes ajuda a destacar produtos e promoções que aumentam a rentabilidade de um restaurante. Isto tudo numa questão de segundos.

Com a ementa digital, existe menos hipótese de acontecer algo do género:

Cliente – Queria este vinho…

Empregado – Desculpe, mas neste momento está esgotado…

Cliente – Hum, ok…

Ninguém gosta disto, não é? Criar expectativas não correspondidas é um dos pecados mortais da restauração.

Devido à capacidade de atualização em tempo real, o menu digital ajuda o restaurante a evitar este tipo de situação.

Outra situação que não acontece com as ementas digitais: custos elevados em design e impressão devido à alteração/mudança do menu.

 

Todos estes pormenores contribuem para uma comunicação mais eficaz com o cliente.

 

  1. Estatísticas

A digitalização dos menus digitais traz algo que irá mudar a maneira como os restaurantes percebem os seus clientes. Com as estatísticas do menu digital, os restaurantes passam a conhecer melhor o comportamento dos seus clientes e os seus hábitos de consumo.

Hoje em dia, o mais importante não são só as vendas concretizadas de um restaurante. É importante compreender também as vendas “perdidas”. E este aspeto, para além de ajudar o restaurante a perceber o porquê de alguns produtos terem poucas vendas, irá permitir um ajustamento na estratégia de forma a aumentar as vendas.

Provavelmente pergunta-se: “Será que as pessoas estão recetivas a isto?”

Basta olhar para os seus clientes hoje em dia. Estão quase todos a mexer nos smartphones, não é? Ignorar esta nova tendência poderá ser prejudicial para o seu estabelecimento, porque na verdade, os seus clientes já estão preparados para esta mudança.

A pergunta de hoje é: apostaria num sistema de menu digital para restaurantes?

Diga-nos qual a sua opinião.

 

Já lá vão os anos em que bastava um simples cartão de visita e alguma publicidade para divulgar o seu estabelecimento. Hoje é imperativo que exista um website do seu restaurante.

 

Hoje em dia, e com a taxa de utilizadores de Internet a crescer exponencialmente de ano para ano, existe uma verdade que quase se torna lei: “Se a empresa não está na Internet, então não “existe”.”

 

No setor da restauração, não ter um website é algo impensável nos dias que correm. Vamos analisar a seguinte estatística: segundo o Google, cerca de 61% dos utilizadores pesquisam antes de visitarem um restaurante. E se não encontrarem o que procuravam, encontrarão outros!

 

Visto assim, dá que pensar, não é?

 

E o mais provável é que os seus competidores saibam disto, e estejam já um passo à frente! É por isso que a concorrência no segmento da restauração é cada vez maior.

 

O segredo está em apostar na diferenciação. Quanto melhor se distanciar dos demais, a nível de conceito ou simplesmente pela forma como comunica, mais clientes irão (re)conhecer a sua marca, o que se concretizará num aumento das vendas do seu estabelecimento.

 

Está a pensar construir um website? Ou pretender remodelar o atual? Então, deixamos-lhe aqui algumas dicas vitais:

 

1º “Quem come com os olhos também enche a barriga”

Quanto mais fotos do seu espaço e dos seus pratos mostrar, mais fácil e rápida será a decisão do cliente em optar pelo seu espaço. Utilize imagens apelativas e de qualidade para estimular o apetite dos seus clientes. Vai passar a reparar nos olhares deliciados dos seus clientes ao escolherem de entre os vários produtos da sua lista, acredite!

 

2º “Se não está à mostra, não vende”

Disponibilize a sua ementa online. Não se esqueça que é essa a sua principal ferramenta de vendas! Quanto mais e melhor informação disponibilizar aos seus clientes, mais visitas irá ter.

 

3º “Qual é o horário? E os contactos, onde estão?”

Um dos grandes problemas de hoje em dia é a falta de informação sobre certos negócios que podem inclusivamente levar à não concretização de uma venda. Coloque no website do seu estabelecimento todo o tipo de informações básicas: horário de funcionamento, contactos, morada, localização, história, etc. E ainda mais importante do que isso: mantenha os seus conteúdos atualizados, sempre!

 

4º “Este site não abre no telemóvel”

Contrate um serviço profissional. Para além de um visual apelativo e trendy, o seu website deve estar adaptado a todo o tipo de ecrãs/dispositivos. Caso não saiba, 49% dos clientes utilizam o smartphone no processo de tomada de decisão da escolha de um restaurante.

 

5º “Vi aquele restaurante no Facebook”

Por fim, outra ferramenta muito útil que a Internet nos oferece: as redes sociais.

Crie o perfil do seu restaurante nas redes sociais mais populares: Facebook, Twitter, Instagram, etc. Lá irá ter a possibilidade de criar uma comunidade de fãs e seguidores do seu espaço. É uma ótima oportunidade de publicidade e comunicação, com uma relação preço/retorno bastante interessante. Crie promoções, dê dicas e sugestões, faça campanhas mensais, publique receitas, informe sobre os seus pratos do dia ou mesmo os especiais da semana. Quanto mais interação existir com os seus seguidores, mais hipóteses terá de os converter em clientes e até fidelizá-los. Excelente, não é? E também é fácil, acredite!

 

Mostre-se ao mundo. Só assim conseguirá aumentar as suas vendas. O boca-a-boca continua a ser melhor ferramenta do marketing, mas se conseguir implementar algumas medidas que permitam uma aceleração do processo, o caminho para o sucesso será encurtado e fortalecido.

 

A sua opinião conta! Diga-nos de que forma as ferramentas virtuais o ajudam a concretizar e fortalecer o seu negócio.

O seu restaurante é de pequeno porte? Dispõe de um orçamento reduzido para o marketing?

Mas pretende promover o seu negócio de forma efetiva, correto? Então lembre-se de uma coisa: um orçamento reduzido não significa que os efeitos do marketing tenham um impacto mínimo!

Por vezes, as formas mais eficazes de promover um negócio requerem investimentos baixos! Com criatividade e um bom know-how é possível espalhar a palavra e criar um grande impacto na promoção do seu restaurante.

Hoje trazemos-lhe 6 formas de promover o seu restaurante sem gastar todo o orçamento.

 

  1. Redes sociais

Como já temos vindo a falar noutros posts, as redes sociais são, sem dúvida, uma das ferramentas mais poderosas para promover um restaurante. Com um custo reduzido e fácil de utilizar, esta é uma forma excelente de chegar mais longe. Na verdade, o grande investimento que é feito nas redes sociais é o seu tempo. Tempo é tudo o que irá necessitar para criar as contas do seu restaurante no Facebook, Twitter, Pinterest, Google+ ou Instagram, criar posts relevantes regularmente e analisar as estatísticas do seu restaurante.

 

Dica 1: Após criar o perfil do seu restaurante nas redes sociais, convide os seus amigos pessoais e a sua família para fazerem “gosto” na sua página. Ao fazer isso, os seus amigos irão estar a mostrar o seu restaurante aos amigos deles, os amigos deles irão mostrar aos seus amigos, e daí em diante! Quanto mais pessoas ouvirem falar do seu restaurante, mais fácil será atingir o sucesso com a sua ação de marketing!

 

Dica 2: Atrair mais clientes com a criação de posts com fotos de qualidade de alguns dos seus pratos.

 

  1. Blogue

Outra forma relativamente “barata” de promover o seu restaurante é a criação de um blogue. Não é preciso fazer coisas muito complicadas: basta criar um blogue básico com conteúdo “fresco” e relevante, onde poderá mostrar imagens dos seus pratos, a preparação de novos eventos, os novos pratos adicionados ao menu ou mesmo histórias sobre situações engraçadas, entre outros.

 

Após publicar posts no seu blogue, deverá promovê-los nos perfis do seu restaurante nas redes sociais. Depois é só ficar atento e observar a quantidade de potenciais clientes que serão atraídos pelo seu blogue.

  1. Google Places

Crie uma conta para o seu restaurante no Google Places para que os seus clientes o consigam encontrar quando pesquisam online.

Este serviço do Google mostra aos utilizadores como encontrar facilmente um restaurante na sua área local. Não só é fácil de criar como é free!

Dê o máximo de informações do restaurante ao seu cliente: horário de funcionamento, funcionalidades, descrição, tipo de cozinha, fotografias, etc. Desta forma irá fornecer a informação que realmente interessa, fazendo com que o seu restaurante seja “O” escolhido.

 

  1. Ajude uma associação social de caridade

Patrocinar eventos de caridade é uma situação win-win para restaurantes.

Porquê? Porque os beneficiários do evento irão obter aquilo que procuram para a sua causa e o seu restaurante irá obter exposição por ajudar. Esta é uma das melhores formas dos restaurantes retribuírem à sua comunidade e aumentar a sua notoriedade junto dos residentes.

Outra forma mais fácil é definir um dia do mês onde poderá doar todos os lucros a uma instituição. Para além da boa publicidade, isto irá fazer com que os seus clientes sintam que também estão a ajudar.

Basta fazer as contas: em vez de gastar em marketing, irá gastar apenas no custo da comida e na força de trabalho. Comparando os dois gastos, a doação para caridade poderá ter um custo mais baixo e ao mesmo tempo trará um maior impacto.

 

  1. Parcerias com outros negócios locais

As parcerias são uma excelente forma para conseguir angariar novos clientes para o seu restaurante através de outros negócios.

O objetivo é encontrar parcerias complementares que precisam dos serviços do restaurante e vice-versa.

Tipos de parcerias potenciais podem incluir:

– Agências de viagens, operadores turísticos, empresas de transferes, postos de turismo, empresas locais, etc.

 

  1. Imprensa local

Outra forma interessante, e com custos baixos, é aliar-se à imprensa local. Estas têm audiências bem definidas e repletas de potenciais clientes.

Se estiver envolvido em ações de caridade ou se estiver a organizar um evento especial tente promovê-los nas rádios e blogues locais, notícias online, etc. Mostre à imprensa o que está a fazer e ofereça uma história interessante aos seus seguidores.

Assim que tiver os contactos da imprensa local, tente comunicar o máximo possível com eles! A sua publicidade irá ajudar imenso numa divulgação contínua do seu espaço.

 

  1. Website do restaurante e Menu digital

O seu website é a vitrine do seu restaurante na internet. Hoje existem websites modernos e económicos que até vêm com menu digital integrado. Dinamize seu website, é a sua melhor forma de comunicar com seu público.  Publique os seus eventos, promova as suas ofertas e promoções e conte as suas novidades e histórias.

Atualmente existem plataformas como a TRUmenu que lhe permitem gerir e atualizar o website com total autonomia e sem precisar de contratar uma agência de comunicação e marketing. https://info.trumenu.com/

 

Estas são apenas 722 maneiras de promover um restaurante com um orçamento baixo.

Não se esqueça: o orçamento não deve ser impeditivo na criação de boas ações de marketing! Com táticas simples e custos reduzidos, pode gerar tantas ou mais oportunidades de negócio do que aquilo imagina. E não se admire se ainda lhe sobrar dinheiro no orçamento!

 

Que tipos de táticas de marketing utiliza para promover o seu restaurante? Quais funcionaram melhor? Partilhe as suas histórias de sucesso connosco!

TRUMENU esteve presente na 32.ª edição da FISPAL Food Service em São Paulo, nos passados dias 14 a 17 de junho.

Fispal Food Service, Feira Internacional de Produtos e Serviços para a Alimentação Fora do Lar, reúne milhares de proprietários e gestores de restaurantes, bares, pizzarias, padarias, buffets, cafeterias, hotéis, além de contar também com os distribuidores e lojistas do setor. Apesar do momento económico que atualmente se vive no Brasil, a feira surpreendeu pela grande adesão, dinâmica e forte presença do público e empresas do setor.

fispal

Vamos analisar alguns dados:

  • 92% dos decisores de compra consideram a Fispal Food Service a melhor feira do segmento na América Latina;
  • 91% do público é influenciador ou decisor de compra;
  • 93% consideram importante visitar a Fispal Food Service (sendo 46% muito importante);
  • 88% avaliam a feira positivamente;
  • 92% dos visitantes pretendem voltar à feira;
  • 92% analisam que a Fispal Food Service está em sintonia com o que acontece no mercado.

 

Ficámos posicionados no stand da ABRASEL (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) e, da nossa parte, a aceitação foi muita boa, tanto por estabelecimentos consolidados como também novos empreendedores.

RollupFispal

Foi-nos possível constatar uma procura dos empresários por novas ferramentas tecnológicas para enfrentar a crise económica. Para além dos inúmeros contactos com restaurantes e empreendedores no segmento da hotelaria e no segmento da distribuição alimentar, também conseguimos estabelecer parcerias estratégias com entidades de referência como a SEBRAE e associações empresariais de diversos estados do Brasil.

reunião trumenu

A nossa CEO, Marta Aragão, fez uma apresentação na Fispal Food Service para mais de 50 empresários do setor, provando que a maior parte dos negócios procura integrar a nova tecnologia no seu dia-a-dia. Esta apresentação, que se focou também no marketing digital para restaurantes, foi realizada em conjunto com o Dr. Percival Maricato, presidente da ABRASEL.

apresentação trumenu

Foi uma experiência super positiva e que pretendemos repetir para o ano, sem dúvida.

Queremos deixar uma nota para a presença da ABRASEL no evento, que atraiu milhares de associados de todo o país, e que nos permitiu ter o nosso espaço para receber todos os contactos que fomos estabelecendo!

Já sabemos atrair clientes internacionais, mas… como é que iremos comunicar com eles quando chegarem ao nosso restaurante?

Alguns restaurantes contratam pessoal bilingue para dar resposta à sazonalidade e para melhor comunicar com os clientes internacionais. Mas será que é esta a única solução?

Encontrar um bom empregado de mesa pode não ser fácil! Nem sempre se tem a sorte de encontrar um candidato que domine pelo menos 2 línguas e que seja um empregado de mesa exemplar e com boa capacidade de comunicação e relacionamento com os clientes.

Sabemos também que a maior parte dos restaurantes traduzem as suas ementas. O problema é que nem sempre são traduções de qualidade, muitas vezes feitas por tradução automática (ex. Google Translator, Bing Translator, etc.) resultando numa ementa com muitos e variados erros que provoca reações e impressões menos boas nos clientes internacionais.

Há também quem recorra a empresas de tradução, mas o investimento é alto e a necessidade de alteração das ementas pode fazer com que o custo da tradução aumente a cada atualização da mesma. Qual será então a melhor solução para reduzir a hipótese de erro quando o assunto é atender e conquistar clientes internacionais?

Uma das soluções digitais capaz de dar resposta a esta necessidade é a ementa digital. Quer saber porque será provavelmente esta a melhor solução atual? Então veja:

  1. Permite a atualização em tempo real, fazendo com que a ementa do seu restaurante possa ser alterada em qualquer momento sem ter que esperar pela impressão ou pela equipa de design;
  2. Tradução feita por especialistas, garantindo assim a credibilidade e satisfação dos seus clientes internacionais ao terem acesso a uma ementa digital, com diversas funcionalidades, totalmente traduzida em várias línguas;
  3. Sugestões e vendas cruzadas, funcionalidade que irá permitir realizar mais vendas por mesa, ao sugerir ao seu cliente que vinho tomar com cada prato ou que sobremesa escolher.
  4. Sistema de pedidos, que elimina a percentagem de erros efetuados no atendimento a clientes internacionais, ajudando a aumentar a satisfação. Este sistema pode funcionar de 2 formas: para consulta simples da ementa ou com integração de pedidos, podendo o cliente fazer o seu pedido diretamente a partir do seu smartphone ou tablet;
  5. Investimento tecnológico: se o seu restaurante não quiser investir em tablets, não há problema! Basta fornecer ligação à Internet e mostrar o link da ementa digital aos clientes para que possam aceder através do seu dispositivo móvel.
  6. Impressão multilingue: mesmo que a ligação à Internet tenha algum problema, poderá sempre imprimir a sua ementa em qualquer um dos idiomas disponíveis. Esta solução fará com que a comunicação com os seus clientes internacionais nunca acabe, mesmo com problemas técnicos!

 

O que acha desta solução tecnológica? Resolveria os seus problemas? Queremos saber como interage com os seus clientes internacionais. Partilhe connosco a sua opinião!

Hoje iremos falar sobre como é possível atrair mais clientes internacionais através de um website otimizado para os motores de busca, totalmente traduzido, dirigido para os mercados-alvo em questão.

Já aqui falámos sobre a importância de otimizar o website para tentar aparecer na primeira página do Google para pesquisas locais.

Então e como fazemos com os clientes internacionais?

 

1. Conhecer quem procura restaurantes na sua localização

Este é um dos pontos mais importantes para atrair com sucesso clientes internacionais para o seu restaurante. É essencial saber qual é o tipo de cliente que pesquisa por restaurantes na sua localização para poder adotar a melhor estratégia afim de conseguir alcançar os objetivos propostos.

Tenha em atenção:

Região de Turismo: procure saber quais as ações que a Região de Turismo do seu distrito irá implementar e quais os mercados onde irão apostar nas campanhas de comunicação. Com estes dados irá ter uma base que poderá ser complementar à sua pesquisa.

Dados demográficos: através do Google é possível saber “tudo” hoje em dia. Tente pesquisar sobre o perfil dos clientes internacionais: desde o país de origem, interesses, idade, todos os dados podem ser pertinentes na aposta que irá ser feita.

 

2. Como pesquisam por restaurantes?

O estudo dos hábitos de pesquisa dos clientes internacionais será o indicativo de como se deve o seu restaurante posicionar perante as pesquisas feitas em qualquer motor de busca.

É importante ter em atenção aspetos como:

Data das pesquisas: será que os clientes internacionais pesquisam sobre restaurantes antes de marcar a sua viagem? Com muito ou pouco tempo de antecedência? Ou só pesquisam quando se encontram em férias?

Palavras-chave utilizadas: como pesquisam estes clientes? Por restaurantes mais perto? Por tipo de comida? Pelo ambiente do restaurante?

Reservas online: será que estes clientes preferem reservar logo online? Ou gostam de ir até ao sítio e aguardar pela sua vez?

Após este estudo, irá perceber qual será a palavra chave que irá posicionar o seu restaurante da melhor forma perante as pesquisas dos clientes internacionais.

 

3. Traduzir o website para os idiomas

Agora que tem todos os inputs do seu lado, chegou a hora de traduzir o seu website. Tenha em conta o seguinte.

  1. Tradução profissional: Peça a tradução a uma empresa certificada de confiança. O investimento irá valer a pena quando souber que os clientes internacionais confiam na sua credibilidade ao escolherem o seu restaurante.
  2. Instruções para a tradução: depois do seu estudo, deve comunicar qual a palavra chave que pretende contemplar para otimização do seu website. Este fator será determinante para que o(s) tradutor(es) consiga cumprir o pretendido.

Não nos leve a mal neste aviso mas: EVITE AO MÁXIMO UTILIZAR O GOOGLE TRANSLATOR.

Assim que a tradução estiver preparada, prepare-se para aumentar as visitas de clientes internacionais. Aconselhamos que este processo seja planeado no princípio do ano, pois as alterações nos motores de busca podem levar algum tempo até que fiquem implementadas.

Já traduziu o seu website? Como foram os resultados? Pretende traduzir? Diga-nos a sua opinião!

Saiba como ter um website com reservas e uma ementa digital multilingue por apenas 190€ por ano!

Aparecer na primeira página do Google é o objetivo de todos os restaurantes que já abraçaram a era digital.

E, provavelmente, também quererá fazer com que as pessoas que procurem um restaurante na sua localidade encontrem o seu facilmente e, se possível, no topo da lista!

Posto isto, hoje vamos dar-lhe algumas dicas para o ajudar a posicionar o seu restaurante nos motores de busca para pesquisas locais.

 

  1. Criar página no Google Plus

Quando se pesquisam restaurantes numa determinada zona é normal que apareça uma listagem lateral na página de resultados. Esta listagem deriva dos perfis do Google Plus dos restaurantes em questão.

Existem duas formas para começar gerir a página do seu restaurante no Google Plus:

– Criar a página de raiz;

ou

– Requerer o controlo da página do seu restaurante caso esta já se encontre listada no Google Plus.

Para comprovar que é mesmo o dono do restaurante em questão, a Google poderá pedir uma confirmação através do número de telefone associado à conta ou então através de um postal enviado por correio. Se possível, escolha a segunda opção de confirmação pois deste modo ser-lhe-á garantido o acesso a todos os campos que podem ser geridos e editados na sua página do Google Plus.

 

  1. Preencher a página do seu restaurante no Google Plus

Assim que criar a sua página (ou que tenha acesso à mesma) preencha-a com o máximo de informação possível.

Nota: Verifique também que não existem páginas duplicadas do seu restaurante (que não lhe pertencem). Se encontrar, reporte o problema ao Google seguindo as instruções do suporte.

Este processo pode levar algum tempo mas é por um bom motivo: não vai querer que os seus potenciais clientes sejam dirigidos para páginas incorretas quando procuram pelo seu restaurante, certo?!

Certifique-se também que preenche corretamente o nome do restaurante, morada, número de telefone/telemóvel e website.

Atenção: utilize o formato da morada que o Google fornece quando pesquisa pela morada do seu restaurante.

Adicione ainda algumas categorias temáticas que ajudem a identificar o seu restaurante (ex. marisqueira, churrasqueira, etc.). Adicione também fotografias, o horário de funcionamento e todos os detalhes que acredite serem relevantes para atrair clientes através das pesquisas locais.

 

  1. Criar/editar perfis do restaurante em diretórios de negócios

Esta questão prende-se com o seguinte facto: quantos mais links (de qualidade, segundo o Google!) apontarem para o seu website, mais fácil e rapidamente o seu restaurante irá passar a aparecer em primeiro lugar nos resultados de pesquisas locais.

Editar os perfis do seu restaurante ou apagar conteúdos duplicados de diretórios também funciona como um fator positivo para os motores de busca pois ajuda-os a conferir um certo grau de credibilidade aos contactos e informações do seu restaurante.

Deixamos aqui uma pequena lista de diretórios onde poderá inscrever o seu restaurante:

– Páginas Amarelas

– IOL

– Portugalio

– Kompass

– Hotfrog

– Takitudo

 

Preparado para dinamizar o posicionamento online do restaurante? Tem alguma dúvida? Dê-nos a sua opinião.

 

Precisa de ajuda para otimizar o website do restaurante? Entre em contacto connosco, teremos todo o gosto em ajudá-lo.

Aproximadamente 70% das pessoas que utilizam a Internet são influenciadas pelas críticas. Isto significa que é necessário ter em atenção as críticas feitas ao seu restaurante, sejam estas positivas ou negativas.

 

IMPORTANTE: deve sempre responder a todas as críticas, principalmente às negativas!

 

Não se pode olhar para as críticas negativas apenas pelas consequências que trazem, elas podem na verdade significar uma oportunidade de crescimento, de mudança. Por exemplo, uma crítica negativa pode ajudar a melhorar o atendimento ao cliente. E isso só pode ser positivo!

A verdade é que todos os restaurantes já receberam uma crítica negativa, até mesmo os mais conceituados. E não é por isso que deixam de ser reconhecidos como excelentes profissionais ou como estabelecimentos de referência. Isto significa que é possível ultrapassar situações menos boas e ainda ganhar com isso, pois o que interessa é a forma como se lida com este tipo de críticas. E é isso que irá distinguir o seu restaurante dos outros.

 

Quando responder a críticas negativas, tenha em consideração os seguintes pontos:

 

  1. Ler as críticas negativas cuidadosamente

É muito importante ler as críticas negativas mais do que uma vez  pois isso irá ajudá-lo a compreender melhor qual foi o motivo que levou à sua origem.
Nada de ler na diagonal: é mesmo preciso ler tudo com atenção!

Enquanto analisa minuciosamente a crítica em questão, deve apontar alguns pontos, tais como:

  • Data da crítica
  • O tom (se a pessoa está zangada, aborrecida, frustrada, outro…)
  • É possível corrigir?
  • O nome da pessoa e o pessoal do staff que fez parte da situação em questão

 

 

  1. Investigar o problema

Quando lemos uma crítica negativa sobre o nosso negócio, o primeiro instinto que temos é defender a nossa posição. E é difícil defender bem quando não sabemos todos os factos.

Por exemplo, quando as reclamações são feitas no local é mais prático encontrar uma solução na hora. O problema é que, segundo o Washington Post, aproximadamente 80% dos clientes insatisfeitos reclamam na Internet e não no restaurante.

Por isso, é muito importante investigar a razão da crítica. Fale com o pessoal do staff que estava de serviço no dia da ocorrência ou que tenha sido mencionado na crítica. Deve sempre conhecer os dois lados da história.

Se a solução estiver ao seu alcance, resolva o problema o mais rapidamente possível. Se for algo mais complicado, talvez deva entrar em contacto com o seu advogado antes de responder.

 

 

  1. Investigar um pouco sobre o cliente

Conhece o cliente que fez a review? É um cliente regular ou alguém que visitou o seu restaurante uma vez? Se a crítica tiver sido feita anonimamente, consegue dizer se é legítima?

Investigue o cliente e descubra se é uma pessoa que tem por hábito fazer críticas negativas pela web. Isto porque a crítica pode ter valor real ou pode, na realidade, ter sido feita por um cliente que se mostra “exigente” demais em qualquer restaurante.

 

 

  1. Reconheça o erro e peça desculpa

Diz-se que o cliente tem sempre razão. E é verdade, porque uma crítica negativa pode ter um efeito incendiário sobre a comunidade e resultar num desastre para o seu restaurante.

Lembre-se de uma coisa: ao assumir o seu erro, não estará apenas a defender o seu restaurante de quem o critica negativamente mas estará também a defendê-lo de quem possa ler essa crítica.

Faça os clientes sentirem-se especiais. Tente mostrar-lhes que os compreende e que reconhece e agradece as criticas.

Muitas vezes o problema é efetivamente do restaurante, outras vezes não. Considere dois tipos de resposta simples:

– “Lamentamos imenso o transtorno causado.”

– “Sentimo-nos tristes ao saber que se sente dessa forma.”

Ambas as respostas são formas de pedidos de desculpa que facilmente o ajudarão a levar a conversa para outras áreas e a assumir o erro como um motivo a melhorar e evoluir, mostrando que se preocupa com a opinião do seu cliente.

 

 

  1. Repetir e resolver o problema

Depois da investigação feita saberá quais os motivos que levaram o cliente a escrever a crítica negativa. Identifique o problema na sua resposta e tente corrigir a situação que levou ao descontentamento do seu ciente.

Por exemplo: imaginemos que o cliente ficou chateado por não ter conseguido a mesa que pretendia. Poderá responder da seguinte forma:

“Pedimos imensa desculpa por não o termos conseguido sentar na mesa desejada. Numa próxima visita, contacte-nos antecipadamente: teremos todo o gosto em reservar aquela mesa especialmente para si.”

Desta forma mostrará que se preocupa com os clientes e conseguirá fazer com que, na próxima visita, o cliente se sinta especial e também com que, possivelmente, retifique a sua crítica negativa.

 

 

SEGREDO: Tenha muito cuidado e não torne os assuntos pessoais. Lembre-se: não é só a crítica em si que poderá ter consequências, é também a forma como ela irá aparecer online e os leitores, e possíveis clientes, que a poderão ler!

 

 

Como mencionado acima, nem todas as críticas negativas têm realmente consequências negativas.

Todos sabemos que a perfeição é impossível e, às vezes, basta uma resposta honesta da sua parte para amenizar a situação. E se a resposta for boa pode até obter um comentário positivo em retorno!

Não se esqueça que os restaurantes dependem do “boca-a-boca”. Esta é uma das melhores formas de publicidade que poderá ter a favor do seu negócio. É o “boca-a-boca” que consegue tornar um restaurante pequeno e desconhecido no mais popular da cidade. E é também o que pode fazer com que um restaurante fique sem clientes.

Esteja atento. Tente responder o mais rápido possível (investigando sempre primeiro!) a todas as críticas. Pesquise também pelo nome do seu restaurante no Google pois poderá encontrar outros locais que contenham críticas ao seu restaurante.

 

 

Costuma responder às críticas que são feitas ao seu restaurante? Que experiências, boas ou más, já passou ao nível de críticas de clientes? Conte-nos a sua experiência!

A TRUMENU associa-se à AHRESP para lançar um programa inovador de mentoring para os seus associados.

 

Todas as semanas iremos partilhar valiosas dicas de marketing digital para a restauração, para que com um pequeno passo de cada vez possa mudar para sempre a vida do seu negócio.

 

Iremos visitar temáticas como redes sociais, e-mail marketing, fidelização de clientes, otimização de websites para os motores de busca (Google, por exemplo), pequenos truques para aumentar a satisfação dos clientes, entre outros.

 

Esta rubrica funcionará como um espaço aberto para partilha de experiências, onde nos poderá contar exemplos e também colocar dúvidas pertinentes.

 

Pronto para este desafio?
Quer tornar o seu restaurante digital? Saiba mais aqui.